Histórico

A Companhia foi fundada em junho de 2010 pelos sócios fundadores, Armando Marchesan Neto (atual Diretor Presidente da Sequoia) e Décio Honorato Alves, com o objetivo de torná-la um dos maiores players no mercado brasileiro de logística e transportes.

Em 2012, a Sequoia levantou recursos para financiar seu crescimento, recebendo um aporte financeiro do banco de investimentos brasileiro BR Partners, que se tornou acionista Companhia. Neste mesmo ano, buscando expandir os negócios, foi realizada aquisição de 100% das operações da Linx Fast Fashion Ltda., empresa de logística focada no segmento de moda. Esta compra permitiu a ampliação das operações para o mercado de moda e trouxe grandes clientes para o portfólio da Companhia.

Em 2013, a Sequoia realizou a aquisição de 80% das empresas Celote Logística e Transportes Ltda e Sete Estradas Logística Ltda, ambas empresas de logística, permitindo com que a Companhia se consolidasse como líder no setor de logística no segmento de moda e vestuários.

Em 2014, a Warburg Pincus investiu indiretamente na Companhia, por meio dos quotistas da WP XI C FIP, uma entidade afiliada de fundos de private equity administrados pela Warburg Pincus LLC. O Warburg Pincus é uma empresa de assessoria financeira criada há mais de 50 anos, que já investiu mais de US$ 86 bilhões em mais de 930 empresas em mais de 40 países. O investimento realizado pelo Fundo permitiu a aquisição de tecnologia de tracking, localização e armazenamento, aprimorando a qualidade dos serviços prestados e o atendimento aos clientes, dentre outras coisas.

Em 2015, a Sequoia definiu sua entrada no segmento de logística de tecnologia e meios de pagamento. Ao final do ano, a Companhia iniciou um plano de ação para diversificação dos setores atendidos, adicionando Educação, distribuição de Cosméticos para venda direta, Telecom e Bancos. Os projetos implementados nos novos clientes proporcionaram a expansão par    a novas regiões nos anos seguintes, aumentando de forma significativa a malha da Companhia.

Em 2016, a Sequoia adquiriu 100% da Yeplog, empresa de Logística e Tecnologia com foco no mercado de meios de pagamento no Brasil. Ao final de 2016, o então acionista BR Partners alienou sua participação no capital da Companhia aos demais acionistas.

Em 2017, a Sequoia abriu uma malha de distribuição na região Sul do país, aumentando a capilaridade da sua atuação. Esse ano também foi marcado pelo nosso forte crescimento no mercado de entregas B2C.

No início de 2019, foi concluída a aquisição da empresa Texlog, uma empresa de transporte de entrega B2C na região Sudeste, principalmente nos Estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais. Em outubro deste ano, a Companhia deu mais um passo importante para consolidação da sua relevância no segmento de entregas do e-commerce com a aquisição da Nowlog, uma das líderes de entrega nos estados do Nordeste brasileiro. Considerando as aquisições que ocorreram em 2019 e nos anos anteriores, bem como o crescimento orgânico da malha, a Companhia encerrou o ano com mais de 2 mil municípios atendidos.

Em 2020, a Sequoia consolidou seu portfólio de serviços e iniciou suas operações no segmento LTL (less-than-truckload) com a aquisição da Transportadora Americana – TA. Em outubro deste ano, a Companhia realizou a aquisição da totalidade do capital social da Direcional Transporte, empresa de transporte e logística, com foco em cargas fracionadas e e‐commerce, operando nos modelos cross doking, door to door e logística reversa para B2B e B2C. Também em outubro de 2020, a Sequoia realizou sua oferta pública inicial de ações, se tornando uma companhia aberta com ações negociadas no segmento do Novo Mercado da B3.

Em 2021, em janeiro, a Companhia finalizou a aquisição da totalidade do capital social da Prime, que atua no ramo de transporte e logística com foco no segmento de e-commerce de produtos grandes, denominado no mercado de “médio rodo” e “rodo pesado”, operando nos modelos cross docking, door to door e logística reversa para B2C para as regiões Sul, Sudeste, Distrito Federal e Goiás. Em abril, a Companhia concluiu a aquisição de 100% das quotas do capital social da Frenet, marketplace de fretes para o mercado B2C. A Frenet oferece soluções integradas aos seus clientes, e atualmente possui conexão, com mais de 80 plataformas de e-commerce e ERPs, com 14 mil sellers ativos conectados e mais de 60 milhões de cotações mensais. A consumação da transação ocorreu em 05 de abril de 2021. Em maio, a Sequoia finalizou a aquisição de 100% das quotas do capital social da Plimor, empresa do sul do país que atua no ramo de transporte e logística, com foco no transporte de e-commerce leve, (volumes de até 30kg) e LTL (less-than-truckload), servindo diversos segmentos, como por exemplo, informática, fármaco, calçados e vestuário, dentre outros.

Reforçando o compromisso da Sequoia em seguir realizando investimentos e expandindo sua operação digital, em setembro de 2021, a Companhia realizou a criação de uma nova sociedade, controlada pela Sequoia, que terá como objeto a prestação de serviços logísticos mediante disponibilização de pontos de pick-up e drop-off (“PUDOs”) e operação logística dos serviços de entrega e devolução por meio dos referidos pontos. A empresa foi criada em parceria com a Gigahub, que opera como rede de distribuição de catálogos de venda porta-a-porta e tem presença em mais de 1.700 pontos comerciais no Brasil, principalmente no centro-sul e nordeste do país.